25
Fev 10

Pois, já não sou criança para fazer birra. Que pena!!!

E o Natal já passou e o Pai Natal ou o Menino Jesus teimou em não me dar.


Vocês já devem pensar, "o que raio é que ela tanto quer?"


Eu respondo já. Eu quero muito o novo livro do Chakal, chama-se "Quatro Estações".

Tenho uma verdadeira adoração por este senhor, pela forma como ele faz parecer tudo tão simples.

É um dos meus ídolos da cozinha e eu vou ter este livro, tem mesmo de ser.

Para muita gente pode não ter nada de especial, mas para mim tem muita coisa.

É algo que quero de verdade, como quando era pequena ía à mercearia da aldeia e queria tanto aquele Ovo Kinder que sorria para mim.

Bem, se calhar não foi uma comparação muito feliz


Voltando ao livro. Ele é divido em quatro partes, uma para cada estação.

Em cada estação à um tipo de cozinhados que predomina, por exemplo e se não estou em erro, se estiver alguém que me corrija se faz favor, no Verão o que predomina são os grelhados. O quanto eu adoro um bom churrasco, num final de tarde quente de Verão. Já estou a viajar

 

 

 

publicado por dama-de-copas às 21:42
sinto-me: com vontade de cozinhar

23
Fev 10

Neste momento estou a ler um livro que se chama "Errar é Divino".

Logo que saiu e comecei a ler sobre o livro que pensei comigo "tenho de ter este livro, nem que seja o ultimo". Tive a felicidade de me oferecerem e digo-vos está a ser 5****
Se quiserem um livro com uma leitura leve, que nos leva a dar boas gargalhadas, não podem perder "Errar é divino"
Ao principio, o que me despertou para ler o livro, foi por ser sobre os deuses da Grécia antiga. Eu, uma apaixonada pela história Grega não podia perder o livro por nada.
O booktrailer ajudou a despertar um pouco mais a vontade de ler.

O livro é sobre os deuses da Grécia antiga e o que é feito deles em pleno século XXI.
A escritora, Marie Phillips com uma imaginação fantástica colocou-os a viver numa casa em Londres e a ter de trabalhar como o comum dos mortais. Há alguns com profissões bastante engraçadas, por exemplo, Afrodite trabalhar no atendimento de chamadas eróticas, Apolo tem um programa de televisão que é um fracasso e Artemisa passeia cães. Uma briga entre Afrodite e Apolo coloca em causa a existência humana. São dois teimosos, vingativos.

Ainda não terminei mas não podia passar mais tempo sem colocar aqui este livro bastante divertido.
 

 

Título: Errar é Divino
Autor:
Marie Phillips
Título Original: Gods Behaving Badly
Tradução: Ana Mendes Lopes
Páginas: 284
Colecção: Lado B, N.º 5
PVP: 16,50€
 
Os Deuses devem estar loucos
Traduzido em 22 línguas.

Sinopse:
Se os deuses são imortais, onde será que vivem e o que será que fazem em pleno século XXI? A resposta poderá surpreendê-lo. Sim, os deuses do Olimpo estão vivos, mas, como os seus poderes já não são o que eram porque já ninguém os venera, o seu dia-a-dia é muito pouco agitado. Um dia, porém, uma seta disparada por Eros vai instalar o caos entre deuses e meros mortais, com consequências hilariantes. Errar É Divino é um romance encantador e inteligente que lhe proporcionará inúmeros momentos de boa disposição.

Sobre a autora:
Marie Phillips nasceu em Londres em 1976. Estudou antropologia e trabalhou como investigadora para a televisão durante vários anos. Decidida a escrever, tornou-se livreira independente e foi durante esse tempo que criou Errar É Divino, que desde então já foi traduzido em 22 línguas. Actualmente dedica-se por inteiro à escrita.

Citações de Imprensa Estrangeira
«Habilmente imaginado e bastante consistente.» The Guardian
«A autora fez um excelente trabalho – divertido e despretensioso, engenhoso e fácil de ler.» The Observer
«Absolutamente delicioso.» Scotland on Sunday
 

 

Excerto
«Acho que as pessoas já não estão assim tão dispostas para o amor; o amor verdadeiro, complicado. Gostam de romance e sexo, desculpa, as quando isso acaba e as coisas exigem um pouco mais de responsabilidade, eles simplesmente desistem.»

 

Booktrailer:

 

 

publicado por dama-de-copas às 22:35
sinto-me:

19
Fev 10

Tal como tinha falado anteriormente, cá estou eu a colocar mais um passatempo.

Mas vamos mudar as coisas.

Desta vez o prémio é um exemplar do livro "O Mundo Invisível". Este livro é muito bom, eu espero que vocês gostem.

E o que têm de fazer? Nada de especial, é muito muito simples.

Basta mandarem um email para o sítio do costume e que já conhecem tãooooo bem: uteisdicas@gmail.com com as respostas às seguintes perguntas.

 

 

1- Como se chamam as 2 protagonistas principais do livro?

2- Em que ano, O Mundo Invisível, foi adaptado ao cinema?

Não se esqueçam de acrescentar no email o vosso nome completo.

Depois do passatempo terminado entrarei em contacto com o vencedor e nessa altura terá de me fornecer a morada para ser enviado o prémio.

 

 

Atenção:

Só é permitida uma participação por pessoa/email. Apenas participações de Portugal Continental e Ilhas são consideradas como válidas.

O passatempo termina às 23:59 horas do dia 5 de Março.

 

É ou não é simples?

Boa sorte a todos!

Espero pelas vossas participações.

publicado por dama-de-copas às 15:32
sinto-me: Muito contente, fim de semana!

28
Jan 10

Ontem saíu um livro que eu quero, quero muito.

Chama-se "Heróis à Moda do Porto".

O livro é sobre o calão utilizado no Porto e os seus significados. Nada de especial para muitas pessoas mas a mim despertou-me a curiosidade.

Eu sou do Norte do país e aqui também se usa algumas expressões, a minha curiosidade despertou no sentido de saber se os significados são os mesmo e também de conhecer outras expressões usadas pelos "tripeiros". Quando chamo "tripeiros" não quero ferir susceptibilidades pois tenho imenso respeito por eles.

 

Deixo-vos aqui informações sobre o livro e esta informação.

Dentro em breve haverá um passatempo onde vou oferecer um exemplar do livro.

Estejam atentos ;-)

 

Heróis à Moda do Porto
de Vários
Edição/reimpressão: 2010
Páginas: 60
Editor: Lugar da Palavra
ISBN: 9789898255273
 
Sinopse
"Vai no Batalha...
Estás a falar para a Central!
Um grise do carago.
O gajo só pensa em encher a mula...

No 126 da Rua Passos Manuel..."

Todos os contos terminam com algo a ter lugar nesta morada. No Porto, claro, porque os sete contos têm por cenário de fundo diversos ambientes da Invicta e todas as personagens, importadas (e muito adulteradas) das clássicas histórias infantis, de repente, como que por um passe de magia, desatam a falar "portoguês"... ou seja, a linguarejar com o registo bem típico das gentes do norte e, em particular, da zona do Grande Porto. E, para lá da língua, procurou-se incutir aos diferentes heróis retratados... a alma tão sui generis dos portuenses. Com muita ironia e sarcasmo, à mistura, naturalmente.

 

publicado por dama-de-copas às 08:57
sinto-me:
música: A ouvir U2

Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


RSS
Visitantes
Tracking Visitors
Visit Counter
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links
Dama de Copas no Flickr
Dama de Copas no Facebook
Dama de Copas no Twitter
Contactar a Dama de Copas